Quem Somos

SOMOS fissuradas por nossas crianças.
Incansáveis na busca por novos tratamentos,
bons profissionais, cirurgiões, ortodentistas, fonos, psicólogos e inclusive obstetras.
Acima de tudo, somos solidárias.
E acreditamos que já passou da hora de nos reunirmos
para trocarmos experiências, histórias e apoio. ♥

14 comentários sobre “Quem Somos

    • Obrigada pelo carinho, Rosa!
      Acreditamos que a informação é um importante passo no tratamento das fissuras labiopalatinas.
      Se tiver alguma sugestão de artigo que gostaria de ler, nos fale!
      Um abraço!

      Curtir

      • Quero organizar uma rede de apoio em Belém do Pará, ja temos um grupo de pais. Em que podemos ser parceiros?

        Curtir

  1. Parabéns pela página!!!
    Tbm nasci com lábio leporino e acredito que quanto mais informação sobre isso as pessoas tiverem, mais cedo vão procurar tratamento e também acabar um pouco esse preconceito que ainda existe!!

    Beijos ♡

    Curtir

  2. Oi descobri este mês que meu pequeno príncipe tem uma fissura no lábio desde então tô lendo tentando entender melhor é já estou procurando um hospital aqui em Porto Alegre que faça a correção pelo sus . Obrigada por mostrar que a um tratamento e que após a criança pode levar a sua vida normalmente…

    Curtir

    • Oi Raquel, parabéns pelo seu bebê!
      Em Porto Alegre, o HC da FMUFRS tem uma equipe referência no tratamento das fissuras labiopalatinas. O cirurgião responsável é o Dr Marcos Collares.
      Um abraço nosso.

      Curtir

  3. Sou casada com um fissurado. Lábio leporino e fenda. Meu marido tem 59 anos, e mostrou uma historia de superação.
    Parabéns pelo BLOG.

    Curtir

  4. Nossa que bom encontrar apoio aqui!!
    Meu pequeno tem fissura lábio-palatina, estou tb na luta para descobrir profissionais e tratamentos adequados!
    Esse apoio mútuo é de grande importância para nós, mães inseguras!!
    Um abraço a todas!

    Curtir

  5. Olá,
    Sou a Daiane,
    Sou fissurada pela vida e pelo Centrinho – Bauru há 35 anos, qdo a minha mãe soube no momento do parto da minha fissura.
    Levo uma vida sem limites, onde agradeço a minha mãe pela garra em procurar o local apropriado para fazer o tratamento, assim como trabalhar psicologicamente a minha vida.

    Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s